20/09/08

Vice-presidente José Alencar deixa hospital


O vice-presidente, de 76 anos, se recupera da cirurgia a que foi submetido como parte do tratamento de um tumor abdominal. O procedimento durou seis horas.
Segundo boletim médico, estudos de imagem mostram que os três tumores existentes foram removidos de forma completa, não existindo qualquer indício de lesões adicionais.

José Alencar, deixou o Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo, onde estava internado desde a última quarta-feira (17). Antes de sair da unidade de saúde, Alencar recebeu a visita do presidente Lula.
Janayna 20/09

Incêndio consome área de preservação do Pantanal

Há nove dias a Serra do Amolar está em chamas, pelo menos 20 mil hectares de mata nativa foram destruídos. As equipes que coordenam o combate ao fogo dizem que, se não chover neste fim de semana, as labaredas vão chegar ao Parque Nacional do Pantanal. O incêndio está fora de controle.

Janayna 12/09

24/08/08

Menor numero de medalhas

O Brasil não conseguiu igualar o número de medalhas de ouro conquistadas na Olimpíada passada. Foram 3 desta vez contra 5 de Atenas/2004.
O ouro foi conquistado na natação, com César Cielo, nos 50 m livre; no atletismo, com Maurren Maggi, no salto em distância; e no vôlei feminino.

Isabel

18/08/08

Município de Biguaçú

Biguaçu,
município brasileiro do estado de Santa Catarina, região da Grande Florianópolis.
Localização Geográfica:
Divisa a oeste com o município de
Antônio Carlos, a leste com o Oceano Atlântico e também com o município de Governador Celso Ramos. Divisa ao norte com Tijucas e Canelinha e ao sul com o município de São José.
Biguaçú é beneficiada pela sua localização nos seguintes aspectos: Situada entre os dois maiores portos catarinense,
Itajaí e Laguna, e próximo da capital, além de ter saída para o mar, sem contar na facilidade de acesso, já que a BR-101 duplicada corta o município, e a BR-282, que liga o litoral catarinense com o interior do sul do país fica a apenas 12 km de distância, por via duplicada e de fácil acesso.

Aspectos Econômicos:
A economia do município até a década de
1970 dependia principalmente da agricultura, pecuária e pesca. Atualmente, a indústria responde pela maior parte dos empregos gerados no município, junto com um comércio em expansão. O município dispõe de boas áreas para instalação de plantas industriais e conta com acesso ao gás natural, pois possui uma distribuidora da Petrobrás. A agricultura também ainda é representativa. A pesca atualmente é insignificante, ainda praticada a nível apenas artesanal, embora o município tenha um potencial hidráulico considerável. Os principais produtos industriais do município derivam da indústria de plástico e alimentícia. A agricultura produz principalmente plantas para jardinagem, com destaque para a produção de gramas e palmeiras, além da produção de verduras para o comércio regional.
Destaque indústrial para: Petrobras Base Opasc-Fac-Símile,
Luplast Indústria Comércio de Plástico Ltda e Luplast Indústria Comércio de Plástico Ltda.

Indicadores:
IDH de 0,818 PNUD/2000
PIB de
R$ 415.232.393,00 IBGE/2003
PIB per capita de R$ 7.734,61 IBGE/2003
Dados Gerais:
Prefeito: Ivo Delagnelo (PMDB)População: 53.444 (2007) (IBGE)Eleitores: 36.948 (TRE-SC / julho 2008)Área: 325 quilômetro quadradosDensidade Demográfica: 181,3 hab/km² (IBGE - 2006)
Água:
Abastecimento: 93% da população
Número total de ligações: 11.433 ligações
Fonte: Casan
Arrecadação:
Receita média mensal: R$ 4.725.196,07
Despesa mensal com investimentos: R$ 1.095.000,00
Despesa mensal com pessoal: R$ 2.171.000,00
Orçamento previsto para 2008: R$ 70.046.671,09
(fonte: Setor de Contabilidade _ Prefeitura de Biguaçu)
Educação:
Rede municipal
Escolas: 9
Centros de Educação Infantil: 9
Escolas municipais: 5
Alunos: 1392 (educação infantil) e 2181 (ensino fundamental)
Professores: 266
Rede Estadual
Escolas: 25 (ensinos fundamental e médio)
Alunos: 7796
Professores: 361 (em 2006)
Fonte: Secretaria Estadual de EducaçãoUniversidades:
Privada: 1 (Univali, campus A e B)
Esgoto:
Coleta e tratamento: 0%
Fonte: Casan
Funcionalismo público
Servidores ativos: 1149
Aposentados: 37
Pensionistas: 24
(dados: Setor Pessoal - Prefeitura de Biguaçu - maio de 2008)
Qualidade de vida:
Expectativa de vida: 73,7 anos (Fonte: Atlas do desenvolvimento humano, 2000) Índice de Área Verde: dados não disponíveisMortalidade infantil: 19,2 óbitos para 1000 nascidos vivos (até 1 ano de idade) (2003) Áreas de Lazer: 11 áreas de lazer (brinquedos para as crianças, quadras de esportes, além da Praça Nereu Ramos, no Centro do município, e o Ginásio Municipal de Esportes Nagib Salum.
Fonte: Prefeitura Municipal de Biguaçu
Taxa de analfabetismo No ano de 2000, cerca de 96,1% das crianças entre 7 e 14 anos estavam na escola no município.
A taxa de analfabetismo entre as crianças de 7 a 14 anos era de 4,6% e cerca de 35,7% das crianças entre 10 a 14 anos possuíam menos de 4 anos de estudo.
A média de adolescentes entre 15 e 17 anos freqüentando a escola no Município é de 76,1%.
A taxa de adolescentes entre 15 e 17 anos analfabetos é de 2,6% e cerca de 6,5% dos adolescentes entre 15 e 17 anos possuíam menos de 4 anos de estudo.
De cada 100 jovens entre 18 e 24 anos, 5 freqüentam o ensino superior.
Fonte: Atlas do Desenvolvimento Humano no Brasil e Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento.
Saúde:
Estabelecimentos de Saúde público: 15
Atendimento federal: 0
Atendimento estadual: 0
Atendimento municipal: 15
Leitos para internação em estabelecimentos de saúde público: 0Estabelecimentos de Saúde com atendimento do SUS: 15
Fonte: IBGE 2005
Segurança:
Polícia Civil: Estrutura: 1 delegaciaEfetivo: 22 policiais
Fonte: Polícia Civil local
Polícia Militar:
Efetivo: 120 policiais militares
Obs: Não é considerado suficiente pelos próprios policiais. São 562 pessoas para cada policial. O ideal seria 250 pessoas por policial tabela da ONU.
Fonte: Polícia Militar local
Aniversário e história de Biguaçú: http://www.youtube.com/watch?v=6ay0HWGpGek
Passagem pelo município, vídeo amador: http://www.youtube.com/watch?v=SaX-zPFEY5I
Trabalho feito por Fernando Gofferjé.

16/08/08

Primeira medalha de ouro para o Brasil em Beijing 2008.


César Cielo conquistou a primeira medalha de ouro do Brasil nos Jogos Olímpicos de Pequim ao ganhar a prova dos 50 m livre, neste sábado. No entanto, o atleta foi vítima de um engano da organização e recebeu o prêmio reservado à vencedora da prova dos 50 m livre feminino.

Com a medalha errada no peito, do lugar mais alto do pódio, o atleta ouviu o hino nacional brasileiro ser tocado de forma inédita nos Jogos de Pequim. O nadador não conteve a emoção e foi às lágrimas, com a medalha dos 50 m livre feminino.

Ao olhar o ouro, veio a surpresa. Ele percebeu que a medalha continha a inscrição "feminino, 50 metros". Depois de tirar fotos com o prêmio errado, ele avisou à organização, que corrigiu o engano e destrocou as medalhas.

O Brasil se encontra em vigésimo sétimo lugar no quadro de medalhas, com uma medalha de outro e quatro medalhas de bronze.

Flávia Buechler, 16 de agosto de 2008.

13/08/08

Câmara aprova licença-maternidade de 6 meses

O Plenário da Câmara dos Deputados aprovou o projeto de Lei 2513/07, do Senado, que cria a licença-maternidade de seis meses, em caráter facultativo. Em troca, será concedido incentivo fiscal ao empregador. Com a proposta, a licença poderá ser ampliada de 120 para 180 dias.
A mãe não poderá exercer qualquer atividade remunerada e a criança não poderá ser mantida em creche ou instituição similar. Se for descumprida essa exigência, a empregada perderá o direito à prorrogação da licença.

Janayna 13/08

Campanha de vacinação contra rubéola

Desde sábado (9), quando teve início a Campanha Nacional de Vacinação Contra a Rubéola, já foram vacinados mais de 17,5 milhões de brasileiros. De acordo com o Ministério da Saúde, o país já cumpriu 25,03% da meta, vacinar 70 milhões de pessoas.
Nos estados, os melhores percentuais de cobertura foram verificados em Santa Catarina (37,78%), Sergipe (37,03%), Pernambuco (36,84%), Paraíba (34,14%), Espírito Santo (31,17%) e Rio Grande do Norte (30,87%).

Janayna 13/08

11/08/08

Uma triste perda

O vice-presidente José Alencar foi se despedir do ex-prefeito de Belo Horizonte, Célio de Castro, que estava sendo velado desde a noite de domingo no saguão da prefeitura, no centro da capital mineira. "Era um homem de bem, um excelente médico, e estava sempre lúcido neste período de doença. Uma perda irreparável", disse o vice-presidente. Castro morreu no domingo, vítima de uma parada cardíaca. Ele estava internado no Centro de Tratamento Intensivo do Hospital Mater Dei desde a última sexta-feira devido a uma arritmia no coração.

http://noticias.terra.com.br/brasil/interna/0,,OI3020597-EI7896,00.html

Fernando Gofferjé